1948 PDF Imprimir e-mail

Deterioração acentuada da situação financeira e cambial portuguesa. A balança de pagamentos, que exibira um superavit de 4543 milhões de escudos em 1942, desceu para 509 em 1946 e registou um saldo negativo de 2970 milhões de escudos em 1947.

27 de Janeiro
O Conselho de Ministros decide rejeitar o Plano Marshall.  

2 de Fevereiro
Assinatura de um acordo entre o Governo português e o Governo dos EUA do Norte, concedendo às forças militares deste país facilidades nos Açores.  

21 de Fevereiro
21 a 25 de Fevereiro. Golpe de Praga. 

17 de Março
Criação da União da Europa Ocidental (Pacto de Bruxelas), entre a França, a Grã-Bretanha e os Estados da Benelux.

3 de Abril
EUA. Aprovação da Lei da Cooperação Económica (como parte da Lei de Assistência Externa), que estabelece as condições de ordem organizativa e administrativa e os meios financeiros necessários à implementação do European Recovery Program (ERP) (Plano Marshall). É outorgada ao primeiro ano de execução do programa (globalmente perspectivado até 30 de Junho de 1952), uma ajuda financeira de 4,3 mil milhões de dólares destinada ao fornecimento de bens económicos a que se juntava 1 milhão de dólares em créditos. São criadas e definidas as funções do organismo do governo americano responsável pela gestão do programa, Economic Cooperation Administration (ECA), é definida a nomeação de um representante especial do administrador e do governo dos EUA na Europa e a constituição de uma missão especial de cooperação económica em cada país participante, dirigida por um chefe nomeado pelo administrador da ECA.  

16 de Abril
É assinada, em Paris, a Convenção Económica Europeia criando a Organização Europeia de Cooperação Económica (OECE). São signatários: Áustria, Bélgica, Dinamarca, França, Grécia, Irlanda, Islândia, Itália, Luxemburgo, Noruega, Holanda, Portugal, Reino Unido, Suécia, Suíça e Turquia.
Portugal é membro fundador. 

7 de Maio
7 a 10 de Maio. Congresso de Haia, reunido sob a presidência de honra de Winston Churchill; fundação do Movimento Europeu.

9 de Julho
O general Norton de Matos anuncia a sua candidatura à Presidência da República.

25 de Agosto
Criação da Comissão Técnica de Cooperação Económica Europeia (CTCEE); foi seu primeiro presidente o engenheiro Araújo Correia.  

28 de Setembro
Assinatura, em Lisboa, do Acordo Bilateral de Cooperação Económica entre Portugal e os EUA, por José Caeiro da Matta e Lincoln Mac Veagh, embaixador dos EUA. Os termos do acordo consideram Portugal na qualidade de país não beneficiário de assistência financeira.  

16 de Outubro
Adopção do programa de reconstrução para o primeiro ano (1948-1949). Assinatura do Acordo de Pagamentos e de Compensações entre os países europeus para 1948-49.

Remodelação ministerial. António Júlio de Castro Fernandes substitui Daniel Barbosa na pasta da Economia. Castro Fernandes mantém-se no cargo até 2 de Agosto de 1950.

Portugal assina o Acordo de Pagamentos e de Compensações entre os países europeus para 1948-49. 

25 de Outubro
É criado, em Bruxelas, o Movimento Europeu. 

17 de Novembro
Parte para Paris a delegação chefiada pelo Presidente da CTCEE a fim de apresentar e discutir o “Programa Económico Português” na OECE. O plano foi elaborado em Setembro de 1948, aprovado em Conselho de Ministros em Novembro e apresentado e defendido no mesmo mês na OECE, que determinou a sua reformulação. O programa foi sujeito a uma revisão bastante significativa, marcando uma alteração importante quanto aos objectivos económicos a prosseguir nos anos seguintes.  

 
Apoios: