2002 PDF Imprimir e-mail

1 de Janeiro
Introdução das moedas e notas em euros

17 de Janeiro
O ministro português dos Negócios Estrangeiros, Jaime Gama , preside à primeira reunião do Conselho Permanente da OSCE (Organização para a Segurança e Cooperação a Europa) de 2002, de que Portugal assume a presidência anual.

28 de Fevereiro
O Presidente da República, Jorge Sampaio , defende, em Coimbra, uma federação de Estados-nação como o modelo político mais adequado à Europa do século XXI.  

15 de Março
15 e 16 de Março. Conselho Europeu de Barcelona. Os líderes dos quinze reafirmam o seu compromisso com a Estratégia de Lisboa e anunciam a liberalização do mercado de energia (gás e electricidade) para o consumidores industriais a partir de 2004.  

22 de Março
Início formal dos trabalhos da Convenção sobre o Futuro da Europa. 

6 de Abril
Tomada de posse do XV Governo Constitucional, constituído pelo PSD e pelo PP, chefiado por José Manuel Durão Barroso . O Ministério das Finanças é assumido por Manuela Ferreira Leite , Teresa Gouveia é nomeada para os Negócios Estrangeiros e Comunidades Portuguesas e Carlos Tavares fica com a pasta da Economia. Carlos Costa Neves é nomeado Secretário de Estado dos Assuntos Europeus

14 de Maio
Ernâni Lopes é escolhido para o cargo de representante do Governo Português na Convenção sobre o Futuro da Europa, em substituição de João de Vallera , que tinha sido nomeado para o cargo em Fevereiro.  

21 de Junho
21 e 22 de Junho. Conselho Europeu de Sevilha Encontro dedicado às questões de emigração; os Quinze comprometem-se a tomar medidas comuns de combate à emigração clandestina e adoptarem a mesma política de concessão de vistos e de asilo.

14 de Outubro
França e Alemanha concluem um acordo sobre o financiamento da adesão de dez países do Centro, Leste e Sul da Europa em 2004.

20 de Outubro
Sessenta por cento dos eleitores manifestaram-se favoráveis, em referendo realizado na República da Irlanda, ao Tratado de Nice.

24 de Outubro
24 e 25 de Outubro. Conselho Europeu de Bruxelas. 

17 de Novembro
Portugal anuncia aos parceiros da União Europeia que só poderá dar o seu acordo à adesão dos dez países candidatos que contam entrar em 2004, se forem resoluvidos os seus problemas no quadro da PAC.

7 de Dezembro
Encerramento da Cimeira do Porto da Organização para a Segurança e Cooperação na Europa assinalando o fim da presidência portuguesa.

12 de Dezembro
12 e 13 de Dezembro. Conselho Europeu de Copenhaga. Os chefes de Estado e de Governo consentem na adesão de dez países à UE – Polónia, Bulgária, República Checa, Eslováquia, Eslovénia, Estónia, Letónia, Lituânia, Malta e Chipre -, a concretizar em Maio de 2004.

15 de Dezembro
A União Europeia e a NATO selam um acordo de parceria estratégica.  

 
Apoios: